Fazer Yoga é uma seca!

Era o primeiro Sábado de Outono e, no Palácio Pimenta, Campo Grande, estava a decorrer o Mercado Get Zen.

Aconteceram duas aulas, a céu aberto, num jardim lisboeta e numa linda manhã de sábado. A primeira aula foi de Babyoga e acabou por ser uma aula privada à linda Flor que apareceu com a sua mãe. Uma Flor de sorriso doce, com gestos e olhar tímidos, em que só sussurrava palavras baixinhas.

Mas com o tempo, foi percorrendo a natureza e descobrimos que afinal a Flor tinha um lobo dentro de si que uivou a alto e bom som, libertando todos os outros animais de seguida. Terminámos a aula depois de nos perdermos de encanto com umas bolas de sabão que soprámos pelo ar do jardim, e porque à pequena Flor lhe apetecia petiscar umas bolachas porque já estávamos no meio da manhã e ela é pequenina, já precisava de um reforço do pequeno-almoço depois de todos aqueles animais que encarnámos logo pela manhã.

A segunda aula foi de Playoga, de pura diversão em grupo, com muita correria, risos e posturas à mistura. A Gabriela e o seu primo Nicolau foram os primeiros a chegar. A Gabriela de conversa solta, dotes de ginasta e muita vontade de ensinar e aprender novas posturas, jogos e brincadeiras. O Nicolau, “com o mesmo nome do Pai Natal”, como ele mesmo disse,  de discurso negociador que chegou dizendo, com tom firme mas sorriso de dúvida, que não queria fazer Yoga – “é uma seca!” – palavras do próprio.

Enquanto falávamos com o Nicolau, juntaram-se a Matilde de palavras e atitudes meigas, e o seu irmão Alexandre que não querendo juntar-se a nós, ficou mais perto da mãe a observar (e na verdade a fazer a aula, mas permanecendo mais pertinho de quem lhe dá segurança e conforto sem pedir nada em troca). E por fim, juntou-se a doce Cláudia de sorriso fácil.

Em primeiro lugar, ensaiamos umas posturas de hatha yoga que iriamos “precisar” para o nosso jogo. Descobrimos que a Matilde conseguia fazer uma árvore muito concentrada, a Claúdia chegava com o pé ao nariz e quase o conseguia colocar atrás da cabeça. Na verdade, quem conseguia chegar com, não só um mas, os dois impressionantes pés à cabeça era o Alexandre, que nos demonstrou mesmo ao lado da sua mãe, (porque “não estava a fazer a aula” ). A Gabriela preferiu a ponte, a vela – acesa e apagada, e uma nova que ela inventou – e o Nicolau, bom o Nicolau queria muito muito jogar! E assim lá nos apoderámos de uma ponta à outra do jardim do Palácio e jogámos ao clássico “Macaquinho do Chinês” mas com posturas de Yoga feitas por lindas estátuas que o jardim ganhou.  Corremos, rimos, e até caímos! E ainda voltámos a rir porque ninguém se magoou e foi só mesmo divertido e libertador. Terminámos com uma massagem feita entre pequenos aprendizes de Yoga e mães, que “cozinharam” umas belas pizzas nas costas uns dos outros, que permitiu acalmar a respiração e o coração com pizzas imaginadas e sorrisos quentes na boca e no peito.

Estes são os relatos de duas aulas especiais e únicas, feitas com crianças diferentes umas das outras, em que cada criança é única e onde isso é inteiramente respeitado e potenciado. Todas as pequenas diferenças de cada um contribuem para tornar cada aula especial, criando momentos de magia entre alunos, professoras e pais.

Gosto de imaginar uma bolha transparente na qual todos estamos lá dentro durante a aula, a vivenciar aquele momento, e nada mais há se não aquele momento, o presente. Podem todos entrar nas aulas com receios, aborrecimentos, preocupações, medos ou inseguranças, mas no fim saem todos de coração cheio. E isso é o mais importante.

 

Andreia Henriques

Professora de Babyoga e Playoga da Escola Babyoga Portugal

 

Sonhadora e mãe do maravilhoso Lucas de 6 anos.

Divido o meu tempo entre a publicidade, mais propriamente comunicação digital, e as aulas de Babyoga e Playoga.

Por isso vivo entre o mundo sério dos adultos e a correria de cumprimento de entregas e prazos, e o mundo mágico das crianças com pureza de coração e momentos de divertimento, emoção e alegria.

Sou por tudo isto uma mulher completa e feliz, cada vez mais feliz!

 

Acede ao perfil da professora AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Voltar atrás